Blog

 

 Já é comprovado que comer oleaginosas faz bem ao coração. Um novo estudo relaciona as castanhas com melhorias na síndrome metabólica (conjunto de fatores de risco que inclui hipertensão arterial, obesidade abdominal, níveis elevados de colesterol e resistência à insulina). As castanhas têm vitaminas, minerais e são antioxidantes. Pensando nisso, resolvemos trazer para o blog os tipos de oleaginosas e seus benefícios.

Castanha do Pará

Contém fósforo e potássio, minerais essenciais para equilibrar o ritmo dos batimentos cardíacos e evitar arritmias. Além disso, a castanha do Brasil (ou castanha do Pará) é a oleaginosa que contém a maior quantidade de selênio, mineral que diminui a viscosidade do sangue e facilita a circulação e o transporte de nutrientes pelo sistema cardiovascular. A castanha protege os neurônios, melhora o funcionamento da tireoide, o sistema imunológico e é antioxidante, prevenindo doenças.

Recomendação: 1 a 2 castanhas por dia.

Castanha de Caju

Fonte de minerais, como ferro, cálcio, fósforo e sódio, e de gorduras insaturadas. Essa parte do caju contém um aminoácido chamado argimino, que alarga as artérias, diminuindo a pressão sanguínea, protegendo todo o sistema cardiovascular. Além de conter outras vitaminas que melhoram a visão, a saúde da pele e os sintomas da TPM.

Recomendação: 3 castanhas por dia.

Nozes

Possuem gorduras poli-insaturadas que ajudam a diminuir os níveis do colesterol LDL, aumentar o HDL e manter as triglicérides baixas. Seus principais nutrientes são: Ômega-3 e 6, vitaminas C e E, zinco, potássio e arginina.  Por serem ricas em antioxidantes, especialmente vitamina E e selênio, as nozes funcionam ainda como agentes de prevenção do câncer. E a mesma vitamina é importante para estimular a fertilidade masculina. Além disso, nas mulheres, seus compostos chamados fitoestrogênios (aqueles encontrados também na soja) reduzem os problemas relacionados à menopausa. Além disso, o fruto é rico em cálcio, fundamental para a saúde de ossos e dentes. Ela é um dos itens com maior teor de vitamina B6: só o gérmen de trigo e peixes como a sardinha ou o salmão ganham da noz nesse quesito. Essa vitamina atua no bom funcionamento do cérebro e na produção de glóbulos vermelhos.

Recomendação: 2 a 4 nozes por dia.

Amêndoa

A principal característica da amêndoa é a fartura de zinco. O mineral contribui para o bom funcionamento do sistema de defesas orgânicas, e também é necessário para a divisão celular, estrutura da pele e cicatrização. Ele ainda tem função antioxidante, através do manganês, do cobre e da vitamina E. Esta última é encontrada em quantidade maior do que a necessária, e ajuda a combater inflamações. Rica em proteínas (aproximadamente 20% de sua composição), a amêndoa também é fonte de vitaminas E e B1, cobre, zinco, magnésio, proteínas, fibras e gorduras monoinsaturadas, que podem diminuir os níveis de colesterol ruim no sangue.

Recomendação: 5 a 10 amêndoas por dia.

Avelã

Essa oleaginosa contém uma grande quantidade de gorduras monoinsaturadas, que combatem o “colesterol ruim” (LDL) no sangue. Para fazer uma comparação, ela possui o dobro desse ácido graxo em relação à castanha de caju. Além disso, a avelã é fonte de magnésio e vitaminas do complexo B que servem como anti-inflamatórios que protegem o coração. É fonte de cálcio, que previne contra problemas nos ossos como a osteoporose, e ainda melhora a saúde dos dentes.

Recomedação: 4 avelãs por dia.

Pistache

Essa oleaginosa reduz o colesterol ruim (LDL) e ajuda na proteção do organismo contra radicais livres, pois tem efeito antioxidante. O pistache contém fitoesteróis em quantidades suficientes para melhorar a saúde do organismo, fazendo com que se evite um eventual entupimento das veias pelo mau colesterol.
Além de possuir gorduras insaturadas, o pistache dispõe de substâncias antioxidantes, como selênio e vitamina E, as quais auxiliam na inativação dos radicais livres que danificam as células, prevenindo o envelhecimento precoce.

Recomendação: 15 g por dia ou meia xícara de chá.

Amendoim

O amendoim é rico em ácidos graxos insaturados, que são benéficos à saúde e fonte de proteína vegetal, fibra dietética, vitaminas, antioxidantes, minerais e fitoquímicos. Por isso, o amendoim é grande aliado da nutrição humana. Um nutriente chamado ácido fólico é abundante no amendoim, o que é benéfico para a saúde da mente, pois é um cofator para a produção de diversos neurotransmissores.

Recomendação: 30 g por dia ou uma xícara de chá.

Recomendação para Consumo

 

Preste atenção às quantidades recomendadas: as oleaginosas são maravilhosas para a saúde, mas devem ser consumidas sem excesso. Escolha duas ou três de suas favoritas ou opte por alimentos que já contenham as mesmas em sua composição como por exemplo os Cookies BemNutrir Castanha-do-Pará. Com o tempo, procure variar: assim você aproveita todos os benefícios!

 

 

 

Publicado em Blog

Um produto sem lactose é o mesmo que sem leite?

 

     Você sabia que há sim diferença entre “Sem Leite” e “Sem Lactose”? A lactose é o açúcar do leite, portanto, se um produto não possui este ingrediente, nem seus traços ou derivados, logo não conterá lactose também. Porém, o inverso não acontece!  Ou seja, um produto sem lactose pode sim conter leite, pois no processo de industrialização é possível “quebrar” a molécula deste açúcar por meio da enzima lactase. É o que acontece com os iogurtes de origem animal (sem lactose) que vemos nos mercados. Eles são produzidos a partir da fermentação do leite, mas toda sua lactose é digerida pela enzima inserida industrialmente no alimento.

Uma pessoa que tem intolerância à lactose não consegue processar no seu organismo o açúcar do leite e dividi-lo em glicose e galactose. Porém pode consumir os outros componentes do líquido, como a gordura e a proteína. Quem é alérgico não pode entrar em contato com a proteína do leite. "Então, não existe 'alergia a lactose', como muita gente faz diagnóstico. São duas ideias bastante diferentes.", afirma a doutora Dra. Yu Kar Ling Koda, chefe da Unidade de Gastroenterologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP.

 

Mas os produtos BemNutrir contém leite ou não?

 

     Não, não contêm. Segundo a lei da Anvisa (RDC 259/2002, RDC 26/2015 e RDC 54/2012) produtos que não contêm leite, são PROIBIDOS de estar no rótulo a escrita SEM LEITE. A BemNutrir já se ajustou a essa lei e por isso foram trocadas nossas embalagens, mas os produtos continuam sem o ingrediente que consegue ser verificado na parte de trás do rótulo (nos ingredientes). Por isso, o ideal é que tanto pessoas intolerantes quanto alérgicas, leiam com atenção os rótulos e as informações presentes neles para que não haja dúvidas e nenhum problema a saúde. E você? O que acha dessas normas de rotulagens? Vamos falar mais sobre esse assunto! 

Publicado em Blog

Ingredientes Massa:

250g de batatas cozidas e amassadas;

230g de farinha de arroz;

1 colher de azeite de oliva (ou óleo de sua preferência);

Sal a gosto,

Temperos a gosto.

Farinha de Rosca DeBlu (Para empanar)

 

Ingredientes Recheio:

50g de Milho Verde;

50g de Brócolis picado;

1 colher de sopa de azeite de oliva (ou óleo de sua preferência);

Alho e temperos a gosto.

 

Modo de preparo da Massa:

Numa panela com água fervendo, coloque as batatas, o óleo, o sal e temperos a gosto; deixe ferver até ficarem ao ponto. Escorra a água e amasse as batatas até virarem purê e aos poucos, acrescente a farinha de arroz, sempre mexendo até desgrudar da panela. Coloque num refratário e deixe esfriar. Quando já fria, comece a sovar a massa (se necessário, adicione um pouquinho mais de farinha de arroz).

 

Modo de preparo da Recheio:

Numa panela coloque o óleo, alho e temperos a gosto, frite até dourar. Depois, acrescente o milho e o brócolis picado e misture até cozinhar.

 

Agora é hora de moldar seus bolinhos: abra um punhado da massa na palma da mão, fazendo um círculo. Coloque um pouco do recheio no centro da massa, feche e modele na forma de bolinho (molhe as mãos com água, não grudará e facilitará para moldar). Depois, passe os bolinhos no óleo de coco ou azeite de oliva, e logo em seguida na Farinha de Rosca DeBlu. E então frite ou asse (no caso utilizamos Air Fryer) aproximadamente por 15 min. Em 180°c.

 

Receita: Equipe BemNutrir Alimentos – Blumenau/SC

Publicado em Blog

  Seja nosso revendedor

  Curta nosso Facebook

  Pesquisa BemNutrir

Você possui alguma restrição alimentar?